Os cinco maiores vilões da perda de peso

Conheça quais são os cinco maiores vilões do emagrecimento e por quê eles prejudicam a sua saúde.

1) CONSUMIR ALIMENTOS QUE CONTÉM FARINHA BRANCA REFINADA E ALIMENTOS INDUSTRIALIZADOS

No Mundo moderno de hoje é muito comum o hábito de recorrer por comidas de rápido preparo, semi-prontas ou
aquelas que produzam uma sensação de paladar atraente.

No mercado e nos restaurantes estas opções estão cada vez mais presentes e sendo ofertadas para muitas pessoas
que optam por consumir estes alimentos sem se preocupar se eles trarão problemas de saúde e ganho de peso.

Os alimentos industrializados possuem conservantes, açúcar e sal em grande quantidade. Não a toa, vemos que as taxas de obesidade e doenças como diabetes, cardiovasculares, hipertensão arterial e outras têm crescido a cada ano,
acometendo cada vez mais as crianças também.

 

 

Refeições com muita farinha branca ou refinada como arroz branco, pão francês, pães, bolachas, bolos, tortas salgadas, e outros são prejudiciais à perda de peso pois no processo de metabolização do corpo, rapidamente se transformam em açúcar no sange. Os também conhecidos alimentos com alto índice glicêmico se transformam rapidamente em açúcar.

Os malefícios da farinha branca ou refinada estão diretamente relacionados à ausência de fibra. Até 80% de suas
propriedades são destruídas no processo de refinamento que elimina a casca e o gérmen, partes ricas em fibras,
vitaminas e sais minerais.

  Efeito Sanfona, o vilão da dieta eficaz

Procure sempre optar por versões integrais como por exemplo, farinha de trigo integral.

Saiba mais sobre cardápios e opção de substitutos inteligentes em meu Programa Alimentar: Os Cinco Sabores

 

2) FICAR MUITAS HORAS SEM COMER

Uma falha muito grande que muitas pessoas cometem é de ficar sem comer por muitas horas até a próxima refeição.
Além de acabar compensando com uma refeição de maior quantidade para suprir a fome, o organismo entende que
o corpo precisa de combustível para manter a funcionalidade energética dos órgãos, e produz em maior quantidade
células de gordura que ficam estocadas para uma possível `falta`do alimento no Corpo. Isto faz com que a pessoa
engorde mais rapidamente quando for se alimentar, pois estas células estarão atuando em dobro na absorção calórica e energética da metabolização dos alimentos.

Para evitar este problema, coma de 3 em 3 horas pequenas quantidades de alimentos para que o metabolismo
continue acelerado fazendo a queima calórica de forma adequada, permitindo que o emagrecimento seja possível.

Em meu Programa Alimentar você encontra os cardápios prontos este ritmo de alimentação e a explicação de como
manter este hábito no seu dia-a-dia.

 

3) A COMIDA COMO RECOMPENSA

Quando o emocional não vai bem e algumas questões pessoais estão mal resolvidas, as pessoas costumam usar a comida como recompensa, buscando assim obter o prazer através de alimentos que geram esta sensação de bem-estar.

O prazer pela comida é algo muito comum, e o vicio descontrolado pode gerar os casos mais graves de obesidade
mórbida e até mesmo doenças crônicas.

É importante analisar as emoções e tentar descobrir se a comida ou alguns alimentos ricos em gordura estão sendo
usados como muletas do emocional. Em meu eBook digital `DETOX EMOCIONAL` ajudo a fazer esta análise e a
libertar a mente e o corpo desta dependência pela comida.

  A doce vida da batata que só faz bem

Acesse aqui meu eBook e baixe gratuitamente a sua versão.

 

4) DORMIR MAL OU TER POUCAS HORAS DE SONO

Pesquisa publicada nos Estados Unidos em 2013 explica como uma noite de sono mal dormida afeta o cérebro e aumenta o apetite das pessoas. A descoberta ajuda a explicar a relação entre uma noite de pouco sono e a preferência por alimentos calóricos. O estudo foi realizado na Universidade da Califórnia em Berkeley, nos Estados Unidos, e ganhou as páginas da revista Nature Communications.

De acordo com o trabalho, a privação do sono tem um efeito duplo na mente no que diz respeito ao apetite. Um deles é estimular a resposta de uma parte do cérebro que administra a motivação de o indivíduo comer diante de um alimento gorduroso – ou seja, a reação diante da ingestão de uma batata frita ou hambúrguer é mais forte quando se dorme pouco e estimula a pessoa a comer mais. Ao mesmo tempo, a falta de sono reduz a atividade do córtex frontal, parte do cérebro responsável por medir as consequências de se consumir determinado alimento e por tomar decisões de forma racional.

 

Procure sempre respeitar o período mínimo de 6 a 8 horas de sono diária. Outro fator importante é a hora que vai se recolher para deitar, tentando não passar das 22:30hs para que se consiga atingir o sono profundo por volta das 01:30hs da madrugada, quando a energia do Fígado está no ápice e ajuda a metabolizar os alimentos adequadamente.

 

5) NÃO PRATICAR UMA ATIVIDADE FÍSICA REGULAR E NÃO SEGUIR UMA DIETA EQUILIBRADA

O corpo possui um mecanismo celular de oxigenação e metabolização inteligente, e produz hormônios que trazem
bem-estar ao cérebro. Ao exercitar o corpo com alguma atividade física regular, a produção dos hormônios ligados à
Serotonina e Endorfina terminam por possibilitar uma maior queima calórica das gorduras por estar produzindo ao Corpo mecanismos de ação e potência ao metabolismo.

  Deixe de "apenas comer" , e passe a se nutrir

Associada à uma dieta equilibrada, os exercícios físicos contribuem muito para o emagrecimento, porém não são
determinantes na perda de peso se não estiverem associados à deita.

“A conta é simples: para se livrar de 1 quilo de gordura corporal é necessário queimar cerca de 7 mil calorias, o que só é conseguido entre 12 e 14 horas de treinamento intenso”, calcula o médico do esporte Jomar Souza, presidente da
Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte (SBMEE), de Salvador.

A sugestão tem respaldo científico: uma pesquisa da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, constatou que quem acredita que a briga com a balança está relacionada à comida vai se dar bem se adotar uma alimentação equilibrada. Já aquelas que desconfiam que o sedentarismo é o principal responsável pelo excesso de peso têm melhor resultado se pegar firme na malhação.

 

 

Ou seja, seguir a dobradinha dieta equilibrada e exercícios físicos é que dá certo.

Aqui no Blog você conhece mais sobre a Alimentação Inteligente Os Cinco Sabores.

Share:

Deixe uma resposta